Para inaugurar o Ano Novo no espírito do Coração de Jesus e para sua maior glória – R. P. MATÉO GRAWLEI-BOEVEY

  HORA SANTA   Esta HORA SANTA pode fazer-se igualmente em certas ocasiões solenes e decisivas da vida: na véspera de casamento, no momento de deixar a família para abraçar a vida religiosa e, sobretudo por ocasião do Retiro espiritual. O verdadeiro Sol de paz, de esperança e de amor nasce para nós com a aurora do ano novo: é o Coração de Jesus resplandecendo na Hóstia. Glória, a Ele no Céu, glória a Ele, e a Ele só sobre a terra!... Adveniat, adveniat, adveniat ...

Leia Mais

DOM DA LUZ, DOM DA MISERICÓRDIA E DOM DO SEU CORAÇÃO – R. P. MATÉO GRAWLEI-BOEVEY

  1. – DOM DA LUZ
O cego clama: “Senhor fazei que eu veja!” Mas há outro cego que não clama, e, todavia é bem mais cego que o primeiro: este é Nicodemos. Ah! O olhar avassalador do Mestre no seu primeiro encontro!... Imaginemos a perturbação daquela alma cega, com a aproximação e as palavras de Jesus! Que atração irresistível a dos seus olhos e do seu Coração, revelando-se em cada palavra luminosa!... Jesus avança, como um sol, de encontro às trevas desta alma. De certo, apesar da retidão e boa vontade, ...

Leia Mais

HORA SANTA –  MATEO GRAWLEI-BOEVEY

    Voz do Mestre. — “Almas fiéis, quantas estais velando comigo nesta HORA SANTA? Certamente é grande o vosso amor. Sim! Mas também é intenso, insondável o amargo oceano de delitos e orgias que mesmo agora está saturando de tristeza mortal o meu Coração!... Que frenesi de pecado!... que desenfreio no torvelinho humano vai passando neste mesmo momento diante dos meus olhos!... Que cenas de morte! Que espetáculos de inferno, que vertigens de paixões sensuais nos teatros! O grande mundo aplaude ...

Leia Mais

Confiar no Amor – Pe. LOURENÇO SALES dos escritos de Soror M. Consolata Betrone Religiosa Capuchinha

A confiança é à flor da esperança cristã. Porque não só nos faz tender com ânimo alegre para a Pátria celeste, mas também nos faz caminhar com desembaraço e sem paragens pelo caminho da santidade. Amor e confiança são, portanto, as duas asas com que a alma realiza os vôos mais ousados e paira acima de todos os píncaros. Se morre a confiança, esmorece também o amor, e a alma arrasta-se. O maior obstáculo às operações divinas na alma é, com ...

Leia Mais