Textos em destaque

Como devemos imitar o Coração de Jesus no mistério da flagelação, pela mortificação voluntária – Pe J.Arnold, S.J

— Tu, meu filho, medita atenta e devotamente os tormentos assombrosos que sofri neste mistério, e aprende quão graves, quão horríveis são os pecados da carne, que exigiram tal satisfação. Não bradam a todos estas chagas, que, ao menos por compaixão, cessem de ir após os apetites carnais, e não queiram juntar novas dores às minhas dores? Aprende também quanto é grande o amor do meu Coração, pois que, inocente, quis pagar às penas dos culpados. Sim, filho, o amor, o ...

Leia Mais

A PRIMEIRA SEXTA FEIRA DO MÊS DE FEVEREIRO – segundo Santo Afonso de Ligório

  Recompensa da devoção ao Sagrado Coração: a predestinação.   Pode-se dizer sem exageração que a devoção ao Sagrado Coração de Jesus é um penhor e sinal de predestinação. Para nos convencermos, basta considerar atentamente a quem honramos por esta devoção. É evidente que é o Coração mais amante, mais reconhecido, mais misericordioso, mais desejoso de nossa salvação, pois é um Coração divino, criado de propósito para nos amar. O Coração de Jesus é Todo Amor Para Nós. Nós não temos amigo, irmão, pai, ...

Leia Mais

Orações em destaque

HORA SANTA – Para a vigília da primeira sexta-feira de fevereiro – P. MATEO GRAWLEI-BOEVEY

    Grata solidão do Tabernáculo!... Como repousa bem a alma aqui, à beira do sacrário, aos pés de Jesus, luz do mundo! Deixemos agora a terra com as suas mentiras e vaidades, e entremos no paraíso delicioso do Coração de Jesus! Ele é quem nos chama. Roguemos-lhe confiadamente que feche os olhos às nossas culpas, e nos franqueie, durante esta HORA SANTA, a chaga do Seu Lado, que salva os pecadores, santifica o coração, adoça as amarguras da vida e os horrores da ...

Leia Mais

Hora Santa -para a véspera da primeira sexta-feira de janeiro – R. P. MATÉO GRAWLEI-BOEVEY

  Eis o Coração que tem amado tanto aos homens: Contemplai-o, saturado de opróbrios, nesta Hóstia, onde palpita inflamado todo em amor por vós. E não podendo conter mais os ardores que o consomem, quis este Coração divino dar-se ao mundo... ao mundo que o trespassa com a lança da ingratidão e da dor... É o supremo e último esforço da Redenção. Na Hóstia tendes o meu Coração: douvo-lo, deixo-vo-lo, sem reserva, em troca do vosso coração ingrato e ...

Leia Mais