As 12 promessas do coração de Jesus
9 primeiras sextas
5 primeiros sabados
Entronização
Consagração
Contato

Textos em destaque

ELEITA DE JESUS CRICIFICADO   – Irmã Maria Marta Chambon

09/03/2017

          «Uma coisa Me causa desgosto, dizia o doce Salvador à Sua pequena serva, é que haja almas que considerem a devoção às minhas Chagas como uma coisa estranha, desprezível, como uma coisa que não convém... é por isso que ela cai e que a esquecem. No Céu, tenho Santos que tiveram uma grande devoção às minhas Santas Chagas, mas na terra já não há quase ninguém que Me honre desse modo.» Esta queixa tem todo o fundamento! Num mundo em que «gozar» parece ser a única preocupação, quantas pessoas, mesmo cristãs, perderam o sentido do sacrifício!... poucas pessoas compreendem a Cruz! Poucas se decidam a meditar a Paixão do Nosso Senhor Jesus Cristo, que S. Francisco de Sales chama, tão justamente, «a verdadeira escola do amor, o mais doce e mais violento motivo de piedade». Ora, Jesus não quer, de modo algum, que esta mina inextinguível fique por explorar, que permaneçam esquecidos e perdidos os frutos das Suas Santas Chagas. Escolheu para isso – não é esse o Seu costume? – o mais humilde dos instrumentos para levar a cabo a Sua obra de amor. No dia 2 de Outubro de 1867 a Irmã Maria Marta assistia a uma «tomada de hábito» quando, entreabrindo-se a abóbeda dos céus, viu desenrolar-se lá a mesma cerimônia, com um esplendor muito diferente do ...

leia mais »

A PRIMEIRA SEXTA FEIRA DO MÊS DE MARÇO, segundo Santo Afonso de Ligório

01/03/2017

  Meio de nos unirmos ao Sagrado Coração: a boa intenção.   A boa intenção é tão agradável a Jesus Cristo, que tem o poder de nos introduzir no seu Coração. Feliz aquele que se serve d’ela para ir habitar esta morada d’amor! Quando Deus creu nossos primeiros pais, Adão e Eva, não pôs os olhos sobre suas mãos, mas sobre seus corações, diz o Eclesiástico. Porque todas as obras exteriores, que não procedem do coração e não são acompanhadas de boa intenção, não têm valor algum diante de Deus. Toda a alegria d’uma alma consiste em ser inteiramente unida pelo coração ao Coração de Jesus. Nossa intenção nos atos de virtude que praticamos, pode ser boa de três maneiras: a primeira, quando as fazemos para obter de Deus os bens temporais, como quando damos esmolas, mandamos dizer missas ou jejuamos, para sararmos d’alguma doença; esta intenção é boa, contanto que seja acompanhada de resignação à vontade de Deus; mas é pouco perfeita, porque seu objeto não passa a terra. A segunda, quando as fazemos para satisfazer à justiça divina, e diminuir as penas que merecem nossas faltas, ou para obtermos de Deus os bens espirituais, como as virtudes, os merecimentos, a maior glória no paraíso; esta intenção é muito melhor do que a primeira. A terceira é a mais perfeita: é quando em nossas ...

leia mais »

Em que consiste o mistério de Sua Chama de Amor?

22/02/2017

                “Essa Chama, expandindo as graças, que do Meu Coração Imaculado vos transmito, deve passar de coração a coração”.                 Será esse o grande milagre que, devido à luz que espalha, frustrará os planos de satanás. Essa Chama é o fogo da caridade e concórdia como tal fogo havemos de apagar outro fogo: o fogo do ódio pelo fogo do amor!                 Alcancei-vos do Pai Eterno esta graça pelas cinco Chagas sacrossantas de Meu Divino Filho!..                 Enquanto Ela falava, compreendi, por Sua inspiração maravilhosa, como a vontade da Santíssima Virgem está em sintonia com o Pai Eterno, com seu Divino Filho e com o Espírito Santo. Prometeu a Bem Aventurada Virgem Maria ficar conosco para que essa pequenina Chama se propague e ateie fogo no mundo inteiro. Disse Ela: “…Pela Chama do Meu Coração hei de ofuscar o demônio. Em união convosco, a Chama do Amor de Meu Coração queimará o pecado.”                 “Derramarei as graças de Minha Chama de Amor, e elas atuarão sobre todos os povos e nações. E não só sobre aqueles que pertencem à Igreja católica, mas também por sobre as almas do  mundo inteiro, assinaladas pela Cruz de Meu Divino Filho.”                 Por isso eu quero que a Chama do Meu Coração Imaculado se torne conhecida em toda parte, assim como é conhecido o Meu nome no mundo inteiro…                 ...

leia mais »

Devoção ao Preciosíssimo Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo – Frei Donato Bucker, O.F.M

22/01/2017

(Apropriado às sextas-feiras, dias de penitência) INTRODUÇÃO Escrevendo estas singelas práticas em honra do Preciosíssimo Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, não tive em mira aumentar o número dos folhetos de devoção. Pensei no Papa João XXIII, de saudosa memória, que aprovou a Ladainha, do Preciosíssimo Sangue, mandando-a inserir no Ritual Romano. A Festa do Sangue de Cristo é celebrada a 1º de julho e todo esse mês lhe é consagrado. Ninguém, todavia, ficaria contente em ver restringida tão salutar Devoção a tempo determinado, mês de julho. É porque todos os dias adoramos com fé e Devoção o Sangue de Cristo no Cálice do Sacrifício da Missa. O preço de nosso resgate é infinito e deve estar sempre presente à nossa memória. A Igreja abrandou o jejum e a abstinência da carne, exortando, porém a que seja substituído tão salutar exercício por pequenas obras de penitência à própria escolha. Neste folheto são lembradas algumas indústrias que podem orientar as almas fervorosas na prática de certos sacrifícios que custam pouco e consolam muito ao divino Salvador. Os períodos de penitência, marcados pela Liturgia, são: o tempo do Advento, da Quaresma, das Têmporas e todas as sextas feiras do ano. É ainda necessário um culto continuado de reparação ao Preciosíssimo Sangue, porque não faltam cristãos que se esqueçam do quanto custou ao divino Salvador o preço de nossa redenção. A água ...

leia mais »

Consagração do Mundo ao Coração Imaculado de Maria – composta pelo S. Padre Pio XII

04/11/2016

  Rainha do SS. Rosário, auxílio dos cristãos, refúgio do gênero  humano, triunfadora de todas as batalhas de Deus, nós nos prostramos suplicantes diante do vosso trono, certos de alcançar misericórdia e de receber graças e auxílio oportuno nas calamidades presentes, não pelos nossos merecimentos, dos quais não presumimos, mas unicamente pela bondade imensa do vosso Coração Materno. A vós, ao vosso Coração Imaculado, nesta hora grave da história humana, nos confiamos e consagramos, não somente com toda a Santa Igreja, Corpo místico do vosso Jesus que em tantas partes sofre e de tantos modos é atribulada e perseguida, mas também com o mundo inteiro dilacerado pelas discórdias, agitado pelo ódio, vítima da própria iniqüidade. Despertem a vossa compaixão tantas ruínas materiais e morais, tantas dores, tantas angústias, tantas almas torturadas, tantas em perigo de perder-se eternamente. Alcançai-nos, ó Mãe de misericórdia, a reconciliação cristã dos povos, e antes de tudo, obtendo-nos aquelas graças que podem num momento converter os corações humanos, as graças que preparam e asseguram esta suspirada pacificação. Rainha da paz, rogai por nós e dai ao mundo a paz na verdade, na Justiça, na caridade de Cristo. Dai-lhe sobretudo a paz das almas, afim de que na tranquilidade da ordem se dilate o reino de Deus. Concedei a vossa proteção aos infiéis e a todos os que jazem nas sombras da morte; ...

leia mais »

A unidade com o Papa e com a Igreja a ele unida

21/09/2016

  A igreja é divina e humana e, na sua parte humana, é frágil e pecadora, tendo, assim, necessidade de fazer penitência. A Igreja é Luz do mundo, “Lumem gentium”. Muitas vezes, porém, os males do mundo em que vive, se tornam doenças que atingem a parte humana da Igreja. Isto vem sendo provado há quase dois mil de sua história. Hoje, a Igreja vive em um mundo que construiu uma nova civilização secular. O espírito do mundo ou o secularismo, penetrando no seu interior, foi a causa do grande sofrimento e da crise em que ela vive. É a famosa “fumaça de satanás”, da qual falou o Papa Paulo VI, de venerável memória. O secularismo, a nível intelectual, torna-se “racionalismo” e a nível de vida, torna-se “naturalismo”. Por causa do racionalismo, há hoje uma tendência para interpretar de modo humano todo o mistério de Deus e o depósito da verdade revelada: assim, frequentemente se negam os dogmas fundamentais da fé e, de maneira oculta e ambígua, difundem-se os erros mais graves, que muitas vezes são ensinados mesmo nas escolas católicas e pouco ou nada se salva da Divina Escritura e até do Evangelho de Jesus. “Compusestes um Evangelho vosso , com palavras vossas” (25 setembro 76). Do naturalismo vem, hoje, o hábito de valorizar a ação pessoal, a eficiência e a programação no setor ...

leia mais »

Primeira Consagração ao Sagrado Coração de Jesus composta por Santa Margarida Maria

10/08/2015

Primeira Consagração ao Sagrado Coração de Jesus (composta por Santa Margarida Maria Alacoque) “Eu, ... me dou e consagro ao Sagrado Coração de Nosso Senhor Jesus Cristo, a minha pessoa e a minha vida, as minhas ações, trabalhos e sofrimentos; nem quero usar de parte alguma do meu ser senão para O honrar, amar e glorificar. Esta é a minha vontade irrevogável: ser toda Sua e fazer tudo por Seu amor, renunciando de todo coração tudo que lhe possa desagradar. A Vós, pois, eu tomo, ó Coração Sagrado, para único objeto do meu amor, protetor da minha vida, segurança da minha salvação, remédio da minha fragilidade e inconstância, reparador de todos os defeitos da minha vida e meu abrigo seguro na hora da minha morte. Amém. Ordem da Visitação de Santa Maria Rua Dona Inácia Uchôa, 208 – Vila Mariana – São Paulo,SP CEP: 04110-020 - Fone: (11) 5579-3948 www.monjasvisitandinas.com.br

Santa Margarida Maria Alacoque

06/08/2015

A confidente do Sagrado Coração de Jesus,  Santa Margarida Maria Alacoque, nasceu no dia 22 de Julho de 1647 em Lantecourt, na paróquia de Vérosvres – diocese de Autun, França. Desde criança, Margarida Maria foi provada no sofrimento e sua alma preparada para os grandes desígnios que o Sagrado Coração de Jesus tinha para ela. Seu pai o honrado senhor Alacoque era tabelião real muito estimado e sua família considerada um modelo de autêntico cristianismo.  O lar de Claudio Alacoque e de Felisberta Lamyn  foi abençoado por Deus com sete filhos, dois dos quais morreram ainda pequenos. Aos quatro anos de idade, Margarida foi viver com a sua madrinha, a senhora de Corcheval, por esta assim o desejar, para lhe fazer companhia, pois era muito doente. Os pais concordaram e Margarida trocou o lar paterno pelo castelo de Corcheval, que ficava a uma légua de distância. A fraca saúde da madrinha não lhe permitia dedicar-se ao cuidado da sua afilhada, por este motivo entregou-a a duas damas de companhia que ensinaram Margarida a ler, escrever, rezar e aprender o catecismo. Desde pequena, Margarida sentia grande amor por Jesus sacramentado e a Santíssima Virgem. Em sua autobiografia Santa Margarida descreve que ainda muito pequena sentia-se continuamente impelida a exclamar: “Meu Deus, eu vos consagro a minha pureza e a minha castidade” . Além disso, descreve  com ...

leia mais »

Envie sua intenções ao santuário de Paray le Monial
Área da criança
Escudo coração de Jesus

Orações em destaque

Novidades que supõe

31/12/2016

  Se a Devoção ao Coração de Jesus nos foi dada como remédio aos males dos últimos tempos, se estamos em plena era do Coração de Jesus, grande correspondência há de existir entre esta Devoção e aqueles males. Na verdade, estudando a índole e caracteres da nova devoção e as necessidades modernas, descobre-se logo entre eles a mesma relação que entre o remédio e a doença, entre o veneno e o antídoto. Qual é o espírito e o mal dos nossos tempos? Qual é o espírito e o fruto da devoção ao Coração de Jesus? Vejamo-lo no seguinte esquema de Costa Rosetti.     Índole e crimes característicos do nosso tempo Apostasia, renegando de Cristo. Infidelidade total e dia a dia cada vez mais alastrada. Desesperança e pessimismo: desesperança causada pelas calamidades sociais e pela miséria geral: freqüentes suicídios. Enregelamento da caridade para com Deus e Cristo: indiferentismo. Langor da vida católica com manifesto definhamento: a tibieza e oscilante claudicação própria do liberalismo. Opressão da Igreja, disfarçada ou desfaçada; indiferença ou hostilidade para com o Sumo Pontífice. Materialismo teórico ou prático. Voluptuosidade de terrenas deleitações; fastio dos bens celestes. Sórdida cúbica de grangearias terrenais; descaridoso egoísmo na economia particular e pública, esbulhando os mais opulentos aos menos abastados até a miséria. Rivalidades sociais e discórdias acerbíssimas: a questão operária, a questão agrária, libertação civil e franquias populares. ...

leia mais »

ORAÇÃO DE OFERTA AOS SAGRADOS CORAÇÕES UNIDOS DE JESUS E DE MARIA

06/10/2015

  PAI CELESTE, COM CONFIANÇA, EU VOS OFEREÇO OS CORAÇÕES UNIDOS DE JESUS E MARIA, AS CHAGAS SANGRENTAS E VITORIOSAS DE JESUS E AS LÁGRIMAS DE MARIA, NOSSA MÃE DO CÉU. SENHOR, SEJA FEITA A VOSSA VONTADE! AMÉM.